Thursday, August 10, 2006

Editorial

O GEMA - Grupo de Estudos do Megalitismo Alentejano - reúne, de modo informal, pessoas interessadas na investigação e divulgação do património megalítico regional, numa perspectiva integrada: interessam-nos, para além dos monumentos megalíticos propriamente ditos, a arte rupestre e as redes de povoamento que com eles se relacionam cronologicamente, assim como as modalidades paisagísticas que os enquadram.

O site do GEMA (www.crookscape.org) pretende, de uma forma faseada, reunir e disponibilizar a informação básica relativa aos monumentos e sítios conhecidos e, em paralelo, divulgar estudos recentes centrados, sob diversas perspectivas, no tema genérico do megalitismo alentejano.

Numa primeira etapa - limitada, por razões práticas, ao Alentejo Central - são apresentados os monumentos que, num balanço global, constituem o traço mais original do megalitismo alentejano: os menires.

Trata-se, segundo cremos, de um conjunto fundamental para a discussão das origens do megalitismo e da própria monumentalidade, no contexto da Europa atlântica.

O megalitismo funerário (antas, tholoi e sepulturas proto-megalíticas), cujo número, só no Alentejo Central, ascende a perto de um milhar de monumentos conhecidos, será tratado numa segunda etapa deste projecto, que, por definição, se pretende um processo contínuo e aberto.

No comments: